PARTE V - YOM TERUÁ

21/08/2013 12:33

PARTE V  

YOM TERUÁ

 

Por Tsadok Ben Derech

 

No Judaísmo tradicional, a festa de Yom Teruá também é chamada de Rosh Hashaná, considerado o “Ano Novo” judaico. Isto se dá pelo de fato de muitos judeus crerem que no primeiro dia do sétimo mês houve a criação do mundo pelo ETERNO. Não obstante, tal informação acerca da data da criação não consta nas Escrituras, levando outros a repudiarem este dia como sendo o “Ano Novo”. Este assunto é polêmico e não será abordado aqui, deixando-se para outro momento a análise sistemática do tema. A seguir, será exposta a festa de Yom Teruá única e exclusivamente à luz das Escrituras.

Determinou o ETERNO a celebração da festa que se chama Yom Teruá, conhecida por muitos como o dia do toque do shofar (ou “festa das trombetas”, nas traduções para a Língua Portuguesa): 

“E falou YHWH a Moshé [Moisés], dizendo:

Fala aos filhos de Israel, dizendo: No mês sétimo, ao primeiro do dia do mês, tereis descanso absoluto, memorial [recordação] anunciado com o som do shofar, santa convocação.

Nenhum trabalho servil fareis, mas oferecereis oferta queimada a YHWH”. (Vayikrá/Levítico 23:23-25).

 

Trata-se de uma festa de louvor ao ETERNO e agradecimento, recordando-se os israelitas dos inúmeros livramentos concedidos por ELOHIM, razão pela qual o som emitido pelo shofar representa tanto a invocação dos exércitos do ETERNO quanto o júbilo e regozijo pela vitória do povo de Israel.

Tal vitória relaciona-se ainda com o Dia de YHWH, ou seja, o Dia do Julgamento, ocasião em que soará o som do shofar:

“O grande dia de YHWH está perto, sim, está perto, e se apressa muito; amarga é a voz do dia de YHWH; clamará ali o poderoso.

Aquele dia será um dia de indignação, dia de tribulação e de angústia, dia de alvoroço e de assolação, dia de trevas e de escuridão, dia de nuvens e de densas trevas,

Dia do toque do shofar [‘Dia de trombeta’] e de alarido contra as cidades fortificadas e contra as torres altas.” (Tsefaniyah/Sofonias 1:14-16).

 

Ora, se o toque do shofar anuncia o dia da vinda de YHWH, para os netsarim tal festa é de extrema relevância, porquanto Yeshua HaMashiach voltará ao som do shofar, isto é, o dia de YHWH é o dia do retorno de Yeshua:

“Porque, se cremos que Yeshua morreu e ressuscitou, assim também aos que dormem em Yeshua, Elohim os tornará a trazer com ele.

Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem.

Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com o shofar [‘a trombeta’] de Elohim; e os que morreram no Mashiach [Messias] ressuscitarão primeiro.

Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.

Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.” (Tessalonissayah Álef/1ª Tessalonicenses 4:14-18).

 

Logo, os netsarim sempre celebraram a festa de Yom Teruá em razão de esta ser determinada pelo ETERNO, bem como pelo fato de ressaltar do Dia de YHWH que se consumará com o retorno do Mashiach.

 

Tabela de textos bíblicos

 

YOM TERUÁ

 

Festa determinada por YHWH

 

Lv 23:23:25;

vide ainda Sf 1:14-16

 

Na B’rit Chadashá

I Ts 4:14-18

 

 

Contato

TSADOK BEN DERECH judaismonazareno@gmail.com